6 de julho de 2012

NOVA FORD RANGER TRAZ ÚTEIS TECNOLOGIAS

Fotos: Ford


O lançamento da Nova Ranger, da Ford, foi neste último fim de semana, na cidade de Salta, que dista 1.500 quilômetros a noroeste da capital argentina A cidade fica em uma planície – plana de verdade, tão plana que as piscinas das casas de campo são rasas e elevadas do solo, senão não se tem como escoar a água, Ela fica logo aos pés da imponente Cordilheira dos Andes.

A província de Salta –  “la linda”, como é chamada – estava na sua estação de seca, que, assim como o nosso Cerrado do centro-oeste, cai no outono e inverno. Lá, na estação das chuvas, chove só 1.000 mm, enquanto que no nosso Cerrado chove quase que o dobro. A terra é relativamente boa, a lavoura tradicional é o tabaco, mas a soja está entrando forte.

Da cidade se vê as primeiras elevações dos Andes, e ao longe, lá longe, nos cumes mais altos, se vê alguma neve. Sol. De dia calor seco de se andar só com camisa e de noite frio seco de sair com malha e casaco.

A cidade, assim como a maior parte da Argentina, infelizmente, carece de limpeza pública. Está suja, nos dando a sensação de quando entramos num barco sujo: que aquela coisa vai afundar a qualquer momento. Uma pena.

Enquanto isso, pasme o caro leitor, a “presidenta” Kirchner está preocupada com o lançamento de sua bonequinha “Christinita”, uma bonequinha que mais parece uma bruxinha de vudú, a ser vendida em órgãos públicos. Mas o país é naturalmente rico, o povo é trabalhador, burro de carga que nem o nosso e, sabe-se lá como, la nave vá.

A Nova Ranger ficou bonita. Causa boa impressão. Segundo a Ford, não tem um parafuso da antiga. E não tem mesmo. É outra picape, maior, mais “social” no visual, apesar de ser mais valente no fora-de-estrada.
Visual ganhou bastante em relação à geração anterior

Sua grande vantagem, a meu ver, diante da concorrência – leia-se VW Amarok, Chevrolet S10 e Toyota Hilux – é dar mais conforto a quem vai no banco traseiro, onde três adultos viajam bem. Ali o espaço para as pernas é amplo – faço sempre o teste de “sentar atrás de mim” (1,80 m guiando e 1,80 m sentado atrás) e sobrou muito espaço. O ângulo do encosto do assento traseiro é maior que o das concorrentes – é mais inclinado, nada vertical como nos outros, mais confortável – e nossa cabeça fica longe do teto e longe do vidro traseiro.

Para quem dirige a ergonomia é ótima. Tudo à mão, comandos relativamente simples onde se mexe sem ter que tirar os olhos da estrada, painel com mostradores de boa visão, assentos confortáveis, posição ótima dos pedais, punta-tacco fácil, direção relativamente rápida, no ponto, e de peso certo, não muito leve nem pesada. O volante tem regulagem de altura, porém, diante da imposição de economia de custos, nenhuma versão tem coluna telescópica para regularmos sua distância – deveria ter. Mas os competentes engenheiros conseguiram posicionar o volante numa distância que atende até que bem a todos. Essa é uma economia que eu não faria.

O trambulador do câmbio manual – de seis marchas – não é lá aquelas coisas, não é tão preciso quanto ao da Amarok, por exemplo. Também a mola para o canal da 5a e 6a marchas é forte além do ideal, o que nos exige atenção para que, de 4a e querendo engatar a 5a, não engatemos a 3a, assim como de 5a e querendo a 6a, a alavanca não venha para a 4a. Não é, portanto, daqueles câmbios que, de tão bons, nos esquecemos dele. De qualquer modo, o trambulador impreciso faz com que as trocas acabem ficando mais lentas.

Podendo pagar a diferença, o ideal é ter a versão diesel automática, que também tem 6 marchas. Ela é melhor para tudo. Deixa a picape mais rápida, mais ágil, dando até a falsa impressão de que a programação do acelerador é diferente. A programação do câmbio é muito boa – reduz rápido para a marcha ideal e, na tirada de pé, segura marcha na medida certa. No fora-de-estrada lento, como passando sobre pedras maiores, ele também é muito melhor. Nesse caso, com o automático, o carro roda mais macio. Ele é menos direto que o manual, e assim, ele dando sua leve patinadinha, faz com que as inevitáveis oscilações no pedal do acelerador, provindas das chacoalhadas, interfiram menos no movimento do carro.

Ambas as versões de câmbio têm, em um botão no console, três opções de tração: 4x2, 4x4 e 4x4  reduzida. Sendo assim, na verdade, eles têm 12 marchas: 6 na normal e 6 na reduzida. A Ranger arrasta um navio quando em 4x4 reduzida. Se o trator do fazendeiro quebrar, é só engatar a Ranger, ligar o ar-condicionado, o som, e terminar de arar a terra. E isso não é mentira, não. Só os tratores maiores e “traçados”, como na roça chamamos os tratores 4x4, têm os 200 cv que a versão diesel de 3,2 litros gera.

Esse motor de 3,2 litros tem 5 cilindros, 20 válvulas, injeção direta, turbo de geometria variável. O torque é outro monstro: 47,9 m·kgf.

Interior elegante e com bom espaço no banco traseiro


Não lhe falta força para o fora-de-estrada. Na estrada ele é suficiente para boas e seguras retomadas. Infelizmente, assim como todos os mais de 200 jornalistas de toda a América do Sul presentes, a dirigi pouco, coisa de uns 15 ou 20 quilômetros. Saímos num comboio bastante grande de umas 70 picapes e isso basta para o leitor ter uma idéia da chatice e falta de possibilidade de avaliação. Serviu para constatar que com os vidros fechados e o ar-condicionado recirculando o pó praticamente não entra, senão eu estaria cuspindo tijolos de terra argentina até agora.

Na estrada de asfalto, travada, não passei dos 80 km/h, portanto, não deu para avaliar como ela se porta numa rodovia a 120 km/h, porém, como era o esperado, deu para sentir que certamente ela não é estável como um bom sedã. Não tem como.

Ela tem eixo rígido pesado e feixes de molas na traseira – como uma picape de carga costuma ter – e isso é batata: ela é bem mais durinha que um sedã e a traseira quica nas imperfeições do piso, já que o eixão rígido pesado não permite uma freqüência mais alta da suspensão. Sendo assim, ela sobe e desce devagar e não acompanha as imperfeições do piso.

Apesar de meus amigos redatores do AUTOentusiastas viverem de gozação para cima de mim com minha obsessão quanto a saber sobre pressão dos pneus dos carros que testo, perguntei ao responsável a quantas andava a pressão dos “meus”. Fiquei sabendo que os quatro estavam com 32 lb/pol². Fui conferir as recomendações no adesivo da porta e vi que o normal para peso leve era 35 lb/pol² nos quatro e, para modo “ECO”, economia de combustível, 38 lb/pol². Concluí que baixaram a pressão para que no trecho de piso ruim ela nos passasse a sensação de que é mais macia. Todo carro deve ser testado com pressões de pneus de acordo com as recomendações do fabricante.   

Por ser alta, e mesmo ela tendo uma tremenda barra estabilizadora de mais ou menos uma polegada na dianteira (na traseira ela não tem), na estrada ela oscila mais que um sedã. Por estarmos mais altos em relação ao solo, nossas cacholas oscilam mais que num automóvel, o que nos passa ainda mais essa sensação. Normal, todas as nossas picapes são assim e esta não foge à regra. Não há como.

Dizem que é o preço a se pagar para ter um veículo que vai aonde um sedã não vai. Concordo em termos. Acho que uma suspensão independente na traseira, apesar de mais cara, bem que melhoraria a situação. Dizer que ela é inviável numa picape, por ser menos robusta, é baboseira: vide jipe Hummer que a tem. É só por economia mesmo.

A suspensão traseira independente traria uma tremenda melhora no fora-de-estrada, pois ela permite molas e amortecedores menos duros, já que eles não terão que manejar um eixão rígido pesado e sim braços leves, e também aumentaria o curso da suspensão, o que melhoraria no fora-de-estrada lento e radical, um desses “quase morri” que os jipeiros tanto gostam. Mesmo assim, sobrariam rodas e pneus pesados, portanto, se o sujeito quer mais é conforto e estabilidade, que desista e vá atrás de um carro e não uma picape.

O que posso adiantar é que dentro da categoria, comparativamente, mesmo a tendo guiado pouco, a Ranger me pareceu bem boa. Foi feito tudo o que a engenharia permite fazer, menos milagres.

Só, por favor, peço que o setor de marketing me poupe de ouvir que a Ranger é tão confortável como um sedã. Isso, no mínimo, é desmerecer o conforto proporcionado pelos bons sedãs da marca. Por sinal, vi lá o Mondeo novo. Lindo, show, frente e capô chupado do Aston Martin. A Ford pode, já que ainda tem 12,1% da Aston.

A suspensão traseira independente, além de tudo, permite que a caixa do diferencial fique mais alta, grudada ao monobloco, o que daria à picape um vão livre muito maior, evitando que ele encrave no solo, ocorrência muito comum no fora-de-estrada. Eu mesmo, anos atrás já me encravei numa dessas com uma Ranger 4x2, na Serra da Canastra, levando um bando de selvagens na caçamba. O estímulo das chibatas não foi suficiente para que aqueles jovens a desencravassem a muque, até que, para a sorte de seus lombos, logo passou um providencial trator que – enquanto eles descansavam e eram devorados por formigas à sombra dos cupins em redor –, os substituiu na tarefa.

Boa capacidade tração em situações dificeis

Coincidentemente, no teste da Nova Ranger, na estrada de asfalto, pista dupla, um Renault Duster 4x4 passou por nós e emparelhou com a Ranger igual à nossa que ia adiante. Ali deu para ver o vão livre do Duster muito maior. Essa visão bastou para reforçar esta minha opinião. Outra vantagem do Duster é que, tirando o tampão do porta-malas, do banco se pode jogar tralhas, mochila, garrafa d’água, espingarda, bota, rolo de papel higiênico, criança, coisas que incomodam nosso espaço e conforto, lá para trás. Em picape não dá.

Há a versão diesel com motor 2,2-litros, cujas vendas a Ford direciona para frotistas, mas que pode ser vendida a particulares. Não havia dessas para teste.

Há a versão de motor flex para a gasolina batizada do Brasil e há a versão a gasolina da boa, purinha, para todos os outros países cujos povos estão livres de carregar usineiros gordos feito cachaços nas costas.

Com gasolina pura, da boa, ela gasta ao redor de 10% menos que com a nossa gasolina, segundo fontes não oficiais, mas seguras. O caro leitor faça as contas, ou, se quiser, deixe que eu as faça, mas em outro post.

A versão flex tem câmbio manual de 5 marchas e o motor de 2,5 litros gera potência máxima de 173 cv a 5.500 rpm e torque de 24,8 m·kgf.

A Nova Ranger tem, segundo a Ford, uma vantagem sobre a concorrência. Segundo ela, sua picape, por ter em posição mais alta a tomada de ar para o motor, passa por vaus de água com até 80 cm de profundidade, enquanto todas as outras só encaram 50 cm.

Boa capacidade para atravessar vaus: 80 cm

E ela veio com modernas tecnologias embarcadas. Uma delas é um controle de descida íngreme e escorregadia, onde deixamos o câmbio em ponto-morto, apertamos um botão no painel e ela sozinha controla tudo e desce direitinho freando roda por roda na dose certa, ABS funcionando e tal, uma belezura para quem apavora e não sabe o que fazer. Nessa hora, dá pra controlar a velocidade por botões + e – no volante.

Há também sensores que avaliam a situação quando se carrega a caçamba com peso, o que altera o centro gravitacional da picape. Sabendo disso, o computador de bordo altera suas intervenções no controle de estabilidade, o que ajuda o motorista em situações desagradáveis, como oscilações durante a curva.

Há também um controle de estabilidade para quando se leva algo a reboque; por exemplo, uma carreta levando um cavalo, carga viva, a mais chata, pois se mexe. Esse controle ajuda a controlar as oscilações laterais que inevitavelmente acontecem.

Disso tudo não testei nada. Testei só um pouco mais que esse cavalo que vai no reboque. Por enquanto, portanto, resta esperar que a Ford nos ceda uma Nova Ranger para que possamos avaliá-la a contento. Segundo a Ford, não há planos de fazer a versão fechada, sem caçamba. Para isso ela já tem outros modelos.

A Nova Ranger tem 3 anos de garantia, sem limite de quilometragem.

Os preços pareceram bastante competitivos. Vão de R$ 61.900,00 para a versão cabine simples e motor flex, a R$ 130.900,00 para a cabine dupla a diesek topo de linha.

De qualquer modo, gostei, achei bonita, linhas limpas, e vai ter muita gente sonhando se sentir grandão e bacanão guiando ela no asfalto da cidade. Afinal, esse será o destino da maioria dessas potentes e valentes picapes feitas para o fora-de-estrada. E para quem realmente precisar de todos esses recursos, ela proporcionará muita utilidade dando o máximo conforto possível.

AK

'
FICHA TÉCNICA


NOVA FORD RANGER DIESEL
AUTOMÁTICA
MANUAL
MOTOR
Tipo
3,2 L turbodiesel
Combustível
Diesel
Material do bloco / do cabeçote
Ferro fundido
Diâmetro do cilindros e curso dos pistões (mm)
89,90 x 100,76
Cilindrada
3.198 cm³
Válvulas por cilindro / disposição / nº de cilindros
5 / em linha / 5
Posição
Longitudinal
Comando de válvulas / nº de válvulas
Dois no cabeçote / 20
Potência máxima
200 cv a 3.000 rpm
Torque máximo
47,9 m·kgf de 1.750 a 2.000 rpm
Taxa de compressão
15,5:1
Formação de mistura
Injeção direta
TRANSMISSÃO
Câmbio
Ford Getrag 6R80, automático epicíclico, 6 marchas à frente
Ford Getrag MT82, manual, 6 marchas à frente e uma à ré
Tração
4x4 temporária
Relações das marchas (:1)
1ª 4,171 - 2ª 2,342 - 3ª 1,521 - 4ª 1,143 - 5ª 0,867 - 6ª 0,691 - Ré 3,400
1ª 5,441 - 2ª 2,839 - 3ª 1,721, 4ª 1,223 - 5ª 1.000 (direta) - 6ª 0,794 - Ré 4,935
Relação de diferencial
3,73
3,30
Relação da reduzida (:1)
2,72
Relação do conversor de torque (:1)
1,7
Não aplicável
ELÉTRICA
Bateria
12 V, 60 A·h
Alternador
110 A
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente, braços triangulares superpostos, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira
Eixo rígido, feixe de molas longitudinal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo
Pinhão e cremalheira, assistência hidráulica
Relação de direção
Não disponível
Diâmetro mínimo de curva (m)
Não disponível
Número de voltas entre batentes (m)
Não disponível
FREIOS
Dianteiros
Disco ventilado
Traseiros
Tambor
Assistência
A vácuo, por bomba
Controles
ABS e EBD
RODAS E PNEUS
Rodas
7J x 16 ou 8J x 17, alumínio
Pneus
255/70R16 ou 265/65R17
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Cabine simples
Cabine dupla
Comprimento
5.531
Largura com/sem espelho
2.163 / 1.850
Altura (teto)
1.806
1.848
Diastância entre eixos
3.220
Bitola dianteira/traseira
1.560 / 1.560
Distância mínima do solo
232
Ângulo de entrada
28°
Ângulo de saída
26°
DIMENSÕES DA CAÇAMBA
Comprimento (mm)
2.317
1.549
Largura (mm)
1.560
Largura entre caixa de rodas (mm)
1.139
Altura  (mm)
511
Volume (litros)
1.800
1.180
PESOS
Em ordem de marcha (kg)
1.981
2.108 a 2.198
Carga útil (kg)
1.219
1.002 a 1.092
CONSTRUÇÃO
Tipo
Separada, chassi tipo escada, carroceria e caçamba em aço
Número de portas/lugares
2/2
4/5
Capac. do tanque de combustível (L)
80
GARANTIA
3 anos sem limite de quilometragem. Em uso comercia ou por órgãos de governo, 3 anos ou 50.000 km.



FICHA TÉCNICA
NOVA FORD RANGER FLEX
MOTOR
Tipo
2,5 L Otto 4-tempos
Combustível
Gasolina e/ou álcool
Material do bloco / do cabeçote
Ferro / alumínio
Diâmetro do cilindros e curso dos pistões (mm)
89 x 100
Cilindrada
2.488 cm³
Válvulas por cilindro / disposição / nº de cilindros
4 / em linha / 4
Posição
Longitudinal
Comando de válvulas / nº de válvulas
Dois no cabeçote / 16
Potência máxima
168 cv a 5.500 rpm (álcool 173 cv)
Torque máximo
24,1 m·kgf 3.750 rpm (álccol 24,8 m·kgf a 4.250 rpm
Taxa de compressão
9,7:1
Formação de mistura
Injeção no duto
TRANSMISSÃO
Câmbio
Ford Getrag MT75, manual, 5 marchas à frente e uma à ré
Tração
Traseira
Relações das marchas (:1)
1ª 4,200 - 2ª 2,238 - 3ª 1,366 - 4ª 1,000 (direta) - 5ª 0,763 - Ré 3,840
Relação de diferencial
5,30
ELÉTRICA
Bateria
12 V, 60 A·h
Alternador
110 A
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente, braços triangulares superpostos, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira
Eixo rígido, feixe de molas longitudinal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo
Pinhão e cremalheira, assistência hidráulica
Relação de direção
Não disponível
Diâmetro mínimo de curva (m)
Não disponível
Número de voltas entre batentes (m)
Não disponível
FREIOS
Dianteiros
Disco ventilado
Traseiros
Tambor
Assistência
A vácuo
Controles
ABS e EBD
RODAS E PNEUS
Rodas
7J x 16 ou 8J x 17, alumínio
Pneus
255/70R16 ou 265/65R17
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Cabine simples
Cabine dupla
Comprimento
5.531
Largura com/sem espelho
2.163 / 1.850
Altura (teto)
1.806
1.848
Diastância entre eixos
3.220
Bitola dianteira/traseira
1.590 / 1.500
Distância mínima do solo
201
Ângulo de entrada
28°
Ângulo de saída
26°
DIMENSÕES DA CAÇAMBA
Comprimento (mm)
2.317
1.549
Largura (mm)
1.560
Largura entre caixa de rodas (mm)
1.139
Altura  (mm)
511
Volume (litros)
1.800
1.180
PESOS
Em ordem de marcha (kg)
1.743
1.261 a 1.341
Carga útil (kg)
1.457
1.002 a 1.092
CONSTRUÇÃO
Tipo
Separada, chassi tipo escada, carroceria e caçamba em aço
Número de portas/lugares
2/2
4/5
Capac. do tanque de combustível (L)
80
GARANTIA
3 anos sem limite de quilometragem. Em uso comercia ou por órgãos de governo, 3 anos ou 50.000 km.

(Atualizado em 6/07/12 às 15h15, inclusão da ficha técnica da  versão de motor flex)

143 comentários:

  1. Apenas uma correção:

    GETRAG é um fabricante independente da Ford. Não é uma caixa "Ford-Getrag".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 06/07/12 12:20
      Assim está na ficha técnica fornecida pela Ford, Ford Getrag. Isso porque foi formada uma joint venture entre a Ford Europa e Getrag Transmissions em 2001.

      Excluir
  2. Mais um ótimo post, AK! Turismo, automobilismo e tecnologia na medida certa.

    Não entendo a lógica da Ford no Brasil: contenta-se em ter 10% do mercado, perigando perder a quarta posição para a Renault. A linha de produtos é muito boa e tecnológica. Vai saber...

    Não sou picapeiro, mas dá vontade de dirigir uma Ranger nova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e a fatia do bolo tenderá a ficar mais fina ainda quando as novas "nacionais" Hyundai e Jac começarem a produzir, além da Toyota de Sorocaba com o Etios.

      Excluir
  3. Legal, mas pick-up para mim tem um nome, e o nome é...RAM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem ni mim, dodge ram...

      Excluir
    2. Pra mim se chama Hilux!
      Fabio .

      Excluir
    3. Rafa Piantino06/07/12 14:56

      Coitada da Hilux perto de uma Ranger.... não dá nem pra começar a brincar....

      Excluir
    4. Para mim Pick-up é F-100, F-1000, C-10,D10, D-100....

      Excluir
    5. RAM não conta, essa é hors concours! kkkk...

      Excluir
    6. Doutor Chapatin07/07/12 03:26

      Vá onde realmente se exige DE VERDADE de uma pickpup e você verá invariavelmente uma Hilux. Do afeganistão às dunas de Lençois MA. Falo com conhecimento de causa. Aqueles motores e todo o conjunto é fantástico, a durabilidade é sem par. Nisso, pelo menos, as concorrentes tem que comer muito feijão ainda.

      Excluir
  4. Bela máquina, e bonita para caramba !
    Ford dando show novamente.

    ResponderExcluir
  5. Belo post. Duvido que a Duster foi a toa para la...

    ABs Gilberto Carvalho.

    ResponderExcluir
  6. Referente ao comentário do eixo rígido e feixes de molas na traseira, que fica quicando, se eu trocasse os amortecedores convencionais por um modelo "a gás", isso ficaria menos ruim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perneta,

      Pode estar certo que os engenheiros da Ford fizeram tudo o que se pode fazer, diante da imposição do eixo rígido.
      Deixe como está.

      Excluir
    2. Perneta
      Os amortecedores a gás em verdade são hidráulicos normais pressurizados com nitrogênio. Sua vantagem não está em proporcionar melhor comportamento, qualquer que seja objetivo, mas devido à pressurização evitar borbulhas quando aquecidos em uso intenso, como trafegar num trecho esburacado.

      Excluir
    3. Numa picape o eixo rígido na traseira é essencial, pois ele evita a perda de altura no caso de se carregar bem a caminhonete.

      Considere um segmento que só existe no Brasil: a Strada e a Saveiro. A Strada tem eixo rígido na traseira, a Saveiro tem suspensão independente. A Saveiro é mais confortável, mas a Strada é bem mais forte. A Saveiro abaixa quando carregada, a Strada abaixa muito menos. Ou seja, para o trabalho a Strada ganha longe.

      Excluir
    4. A Saveiro não é bem independente

      Excluir
    5. Anônimo 09/07/12 06:54
      Observação correta. A suspensão traseira da Saveiro é por eixo de torção e no tocante a carregamento se comporta como um eixo rígido.

      Excluir
  7. Ainda não tolero essas lanternas traseiras ENORMES. Tá uma mania de farol e lanterna gigantes que chega a ser bizarro. Tem farol por aí que além de iluminar ainda faz as vezes de pára-lama, capô e pára-choque.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo e a luz de freio as vezes chega a cegar!
      Abracs,Fabio.

      Excluir
    2. Essa "indireta" foi pra Chevrolet!

      Excluir
  8. Ótima avaliação do AK, como de costume! Quanto à calibragem dos pneus, não se atentar para isso é uma falha amadorística. Só achei estranho ter omitido L200 e Frontier do rol de concorrentes..
    A picape é muto bonita, em contraste com a horrenda versão anterior. Fiquei impressionado mesmo não sendo fã desse tipo de veículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anômalo,

      Você tem razão. Essas duas aí também são concorrentes.

      Excluir
    2. Anômalo,

      Sobre a pressão dos pneus: é que eu sou meio exagerado quanto a isso. Eu reconheço e dou razão para a gozação. Aqui na redação dos Autoentusiastas não tem amador. Amantes, sim. Amadores, não. OK?

      Excluir
    3. Ok, foi mal. Só acho impreciso demais avaliar se a suspensão é macia ou não estando com pressão incorreta nos pneus, dá muita diferença principalmente em picapes vazias.

      Excluir
    4. Rafa Piantino06/07/12 15:00

      Eu tenho uma Ranger Sport e a pressão recomendada é 32psi, porém ando com 26 no eixo dianteiro e 23 no traseiro, nunca tive problema de desgaste incorreto da banda... acho que a pressão de 32psi é um tanto quanto exagerada...

      Excluir
    5. Rafa,

      Vc trafega em velocidades de auto-estrada com esta pressão mais baixa também? Já vi pneu se acabar por rodar com pressão baixa assim, no caso era um Prisma.

      Excluir
    6. Eu tive uma S10 antigamente, e não me lembro quais eram as pressões recomendadas, mas na dianteira, se usasse menos pressão, melhorava o conforto mas causava desgaste nas laterais da banda de rodagem, o pneu ia se transformando em pneu de moto. Eu usava predominantemente em estrada. Na traseira, podia usar menos pressão sem problemas quando sem carga. No entanto, usar pouca pressão parece que aumentava a sensação de estar rodando sobre chiclete...

      Excluir
    7. Anômalo,

      Sem problemas. Eu havia entendido mal o seu comentário. Concordo com você e é por isso que fui perguntar sobre as pressões.

      Rafa,

      na cidade de SP, com essa buraqueira, acabo colocando pressão menor que a recomendada, porém, quando vou viajar, coloco a pressão recomendada, ou bem próxima dela.
      E 32 não é exagero. Veja que a recomendada é 35 e no modo ECO, 38.

      Excluir
  9. Será não que teremos o modelo mais bonito e mais versátil? Cabine estendida. E uma versão automática gasolina.de resto ta muito bom. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  10. É não adianta. Como o AK disse, picape é picape e carro é carro! Querer ter conforto e estabilidade de bons sedãs numa picape dessas é como procurar chifre em cabeça de cavalo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que muitas vezes ,quem compra é para fazer barbeiragens ,porque não entendeu a proposta do veiculo e não tem habilidade necessária para conduzi-lo,cansei de tomar fechadas desses tipos de picapes suvs .Mas é uma bela picape .
      Abrcs ,Fabio .

      Excluir
    2. Atribua uma parcela destas fechadas aos "sacos de lixo" que donos não só pick-ups, mas de todos os tipos de carros, colocam em seus veículos.

      Excluir
    3. Tem certas coisas que são indissociáveis:

      Picape/SUV = centro de gravidade elevado;
      Eixo rígido + diferencial + mola de feixe de lâminas = suspensão dura e menor conforto e estabilidade;
      Vidro traseiro vertical + caçamba - cabine estendida = pouco espaço para tralhas atrás;
      "porta-malas" sem tampa = bagagens ao relento.

      ah, eu prefiro um bom carro baixo.....

      Excluir
    4. Mr. Car
      Isso de fechadas tem ocorrido comigo com uma freqüência assustadora. Só a direção muito defensiva nos salva dessa aberração de escurecer os vidros da condução.

      Excluir
    5. Bob, ontem mesmo fui vítima. Uns são tão escuros que não faria muita diferença entre o sujeito mandar colocar filme, ou "envelopar" logo de preto os vidros do carro, he, he!

      Excluir
    6. Mr. Car06/07/12 13:53 não gosto e não sei porque colocam ,fico imaginando o cara dirigindo na neblina com esses troços nos vidros.
      Abracs ,Fabio.

      Excluir
    7. Bob!

      Esses dias um Fiesta com vidros escurecidos quase cruzou minha preferencial, era quase noite e chovia. Aposto que a película atrapalhou bastante o cabra!

      MFF

      Excluir
    8. BOX666
      Falou uma tremenda bobagem, coisa de quem é tudo menos "autoridade em automovel", caso típico de auto-outorga. Não há idade para enxergar e dirigir mal. Nem para se ser irresponsável, como escurecer vidros. Eu ia remover esse comentário ofensivo a quem tem mais idade, meu caso, que faço 70 anos em novembro, mas deixei, preferi comentar a sua impropriedade para que os outros vejam. Você é candidato a remoção permanente do campo de Comentários desse blog, o que não me dá trabalho praticamente algum. Todo comentário me é notificado, de modo que nem preciso varrer a caixa de comentários. Vou lhe dar uma chance de ter modos, apenas uma.

      Excluir
    9. Caixote

      O q se leva em caçamba e o q se leva dentro do carro?? Meu notebook, por exemplo, não vai em caçamba, vai no porta-malas. A bolsa da minha mulher qdo ela não quer carregá-la, é guardada no porta-malas, para não ficar visível. Qdo temos papeis, livros, documentos, nada disso vai em caçamba. Artigos transportáveis em caçambas não são da minha rotina. Como eu disse, EU prefiro um bom carro baixo.
      Qto ao vidro vertical, já tentou viajar em 4 ou 5 e não ter onde por um travesseiro atrás do banco?? E travesseiro tbm não vai em caçamba...

      Excluir
    10. BOX66606/07/12 15:18 Nada disso ,meu pai tem 62 e grande destreza ao volante ,sempre aprendo algo novo com ele ,quem faz barbeiragem é quem não tem responsabilidade nem consciência do que faz,se fosse assim o seguro dos carros da molecada era barato ,até mias amigos ,abrcs ,Fabio .

      Excluir
    11. BOX666, perdeu uma grande oportunidade de ficar calado...

      Excluir
    12. Bob:

      "'autoridade em automovel', caso típico de auto-outorga."

      Explique melhor esse comentário, você está se referindo ao Fabrício Samahá?

      Excluir
    13. BOX666 O louco da semana!

      Cara, corre prá farmácia e repõe seu estoque de tarja preta. Você está completamente pirado meu camarada...

      Excluir
    14. Box666
      Vc ta com acorda no pescoço
      Esta apavorado como os mensaleiros em véspera de julgamento no STF
      Teus dias estão contados
      SalsiFu-Fu para vc!

      Excluir
    15. Box666,

      Cai fora, babaca! Você não me intimida. Não sou um babaca. Caia fora, entendeu? Seus comentários não interessam a ninguém aqui. Você é um trouxa e não sabe.

      Excluir
    16. Lorenzo Frigerio06/07/12 21:06

      É lamentável o que está acontecendo aqui.
      O fórum é aberto e sem censura, para comentários livres porém adultos. Comendo o Bob, o Arnaldo e o resto da equipe pela iniciativa de colocar a liberdade de expressão acima de tudo, ao não exigir login para postar comentários aqui, embora isso para mim não seria problema nenhum.
      Com certeza eles não desejam transformar isso aqui numa Folha.com, onde existe censura sistemática aos comentários, com filtros de palavras, "denuncie" e suspensões para quem é denunciado.
      Nem seria preciso dizer que algumas pessoas confundem direito de expressão com direito de cometer ofensas pessoais, uma coisa que só depõe contra quem as comete.
      Tal qual é equivocado querer exportar noções de democracia representativa no padrão ocidental a países do Oriente Médio que não têm a menor noção do que seja isso, pois não faz parte de sua cultura nem de sua história, talvez esteja na hora de limitar o acesso a estes debates. Isso com certeza não limitaria a liberdade de expressão de quem está logado e é maduro o suficiente para portar-se com a mínima cortesia que se espera para com aqueles que não conhecemos pessoalmente.

      Excluir
    17. Ô, pessoal... Vocês ainda ficam se dando ao trabalho a comentar nós cegos que só escrevem bobagens? Deixe o cara escrever quanta meleca quiser (apagando somente conteúdo ofensivo, claro), que a maior arma de quem tem cérebro é ignorar bobagens. Um dia o cara cansa. Ou então fica igual Nitrogênio, no ar, mas ninguém vê.

      Excluir
    18. BOX666
      Sua passagem aqui no AE terminou. Aqui que manda sou eu, não a CF 88. Você ou seu estilo de escrever e temas abordados serão sistematicamente eliminados, e sem vestígio (sem indicação de que foi removido. Adeus.

      Excluir
    19. Lorenzo

      O problema é q dessa vez foi justamente um mané logado q começou toda essa encrenca... Lamentável.

      Excluir
    20. Lorenzo Frigerio
      Manteremos abertos os comentários. Justos não devem pagar por um pecador jamais. O BOX666 não entra mais aqui, identificado ou não.

      Excluir
    21. AFMM
      É óbvio que não diz respeito ao Fabrício Samahá, profissional competente cujo site completa agora em outubro 15 anos na rede iniinterruptamente.

      Excluir
    22. Bob
      Boa educação, respeito, cordialidade é bom e todos gostam. É muito fácil demonstrar contrariedade a uma ideia e manter-se polido. Eu apoio essa sua postura, contrária a essas baixarias, para manter o bom nível deste local. Parabéns!

      Excluir
    23. Bob Sharp, vc está senil. Ninguém tem direito de violar a Constituição. Pode até ser processado por isso.

      Excluir
    24. Anônimo 06/07/12 21:53
      Que a AGU me processe então...Que medo!!!! Depois eu é que sou o senil. Tem cada uma...

      Excluir
    25. Doutor Chapatin07/07/12 03:42

      As pessoas confundem liberdade de expressão com o "direito de falar o que quiser".
      Pela ignorância e falta de educação as pessoas confundem um direito fundamental com o abuso.
      Não metam a pobre da constituição nisso. Ela já esta sendo lesada demais!

      Parabéns pela atitude Bob.

      Excluir
    26. Já tem tempo que esse 666 (capeta?) pisa fora da bacia. Tem o perfil de alguém com 20 e poucos e acha que será jovem eternamente (só se morrer abraçado num poste) Não tem nem idéia do que é respeito e, sistematicamente dá seus pitacos desancando os mais velhos, se achando.. Eita. Eu completo 6.5 em setembro e muito moleque não tem meu pique. Perco, certamente, na força bruta, mas no mais, duvide-o-dó. Faz bem em lima-lo Bob. Já chega o que temos que aguentar no dia a dia.

      Excluir
    27. regi nat rock
      Desrespeito aos que têm cabelos grisalhos ou brancos e a qualquer marca de automóvel, ofensas de toda ordem e palavras de baixo calão, não são tolerados no AE. Não havia alternativa senão bani-lo deste blog. Ainda tentei, em vão, avisá-lo de que não seria possível continuar com esse comportamento.

      Excluir
    28. Posso sim, jovem idiota. É você entrar e sair pela mesma porta.

      Excluir
    29. Continuaremos aqui, vc não pode impedir.....aceite isso.

      Excluir
    30. Anônimo 07/07/12 12:39
      Entra mas não fica, fica fazendo papel de babaca.

      Excluir
    31. Sempre me surpreende quem entra em um site com frequência para ler o que é postado e fica criticando os autores. Mais fácil seria não ler e pronto.

      Excluir
  11. Belo post amigo AK!

    É complicado manter uma redação de alto nível, entusiasta e informativa sendo obrigado a dirigir tão pouco né? O pessoal da Ford deveria ser menos timorato ao mostratem suas "jóias" aos formadores de opinião: mais carros, mais trajeto...o que seja, mas mesmo assim, você conseguiu nos passar firme impressão. Valeu!

    Creio eu que estamos diante da nova referência em pickups médias atuais; sendo a última a chegar, ele veio absorvendo todo o processo de melhoria do segmento, que a Hilux inaugurou em 2005... Motor de cinco cilindros, cifra de potência inédita, um belo visual bem parrudo e um preço mais em conta que várias concorretes.

    É a segunda vez que leio dessa caixa manual meio vacilona, de fato, a nível de Amarok, ainda não existe. Pena para quem gosta de operar a palanca, mas nem tudo é perfeito (Até mesmo o Ford Focus enrola um pouco em passagens mais quentes...ai ai Ford!). A Amarok aliás, é um verdadeiro esportivo não só na caixa, mas na suspesão que segura as pontas na estrada.

    Se eu fosse escolher hoje - enquanto a Frontier não vir com o 3.0 seis, europeu - a Ranger seria a minha opção, bela cartada da Ford.

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Ford precisa tomar umas aulas da Honda e VW em matéria de câmbio manual..

      Excluir
    2. Concordo anônimo, estou com um Ford Focus temporariamente, e é desanimador como a passagem da segunda para a terceira é lenta e desajeitada em ritmos mais quentes....andando na boa, tudo bem, mas você sente que não existe uma sintonia perfeita como em outros carros..como Hondas (excelentes) e Volks (também muito bons).

      MFF

      Excluir
    3. Anônimo06/07/12 14:36 Não sei o do Focus ,mais o cambio do Fiesta 2002 e muito bom ,preciso e suave nunca tive um mas me agradou.Abracs ,Fabio.

      Excluir
    4. Não sabia dessa característica do câmbio do Focus... isso esfria um pouco minha vontade de trocar meu Astra (cujo câmbio tbm não é nada Honda ou VW) por um Focus...

      Excluir
    5. De fato anônimo, a caixa do Fiesta "antigo" é perfeita, as marcha ímpares bem justinhas e próximas, um deleite!

      MFF

      Excluir
    6. errata: marchas...


      anônimo 2; nada de muito grave...eu que sou preciosista demais, creio que achará adequada a caixa do Focus, mas não é uma Volks ou Honda, como já foi destacado.

      De resto, um baita carro (mas não na versão 1.6)

      MFF

      Excluir
    7. MFF

      Amarok é mesma coisa na estrada. Nenhuma picape é show. Ela perde de um lado para ganhar em outro.
      Agora, imagine-se na neve com uma dessas? Ou numa lama danada? Show! Cada um com sua função.

      Excluir
    8. MFF, entendi. Obrigado pela info!

      Excluir
    9. Achei mais alguém que não considera "um espetáculo" o engate da terceira marca do câmbio do Focus manual. Mesmo a mais de 2 anos com o carro, ainda apanho algumas vezes em mudanças rápidas...

      Excluir
  12. AK,li na imprensa inglesa que o novo Mondeo e o novo Fusion, apresentado no Salão de Detroit deste ano, na verdade são o mesmo carro, apenas muda o nome conforme o país. É isso mesmo?

    McQueen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mc Queen,

      me desculpe, mas não sei lhe responder. Só sei que esse Mondeo dá de -- 2x0 com gols do Emerson -- em beleza em cima do Fusion.

      Excluir
    2. McQueen

      Sim são o mesmo carro, para a Europa continua chamando Mondeo para os EUA Fusion, como Kuga / Escape...

      Dizem que em termos geral o comportamento dinâmico vem mais próximo de e Mondeo que Fusion (ou seja, mais europeu que americano). Ainda bem.

      Excluir
  13. AK, Salta é um lugar belíssimo. Tem uma catedral encantadora, além das paisagens naturais. Vale a pena. Recomendo.
    Já a Ranger... não sei não.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Post legal ! mas o Renault Duster é muito feio,tem que ter muita vantagem em relação a Ranger para ser melhor compra ,no meu caso já tentei mas não consigo comprar carro feio ,talvez por isso as vezes sofro com alguns carros rsrsrs...
    Abracs ,Fabio.

    ResponderExcluir
  15. Essa é a Pick up definitiva atual. por tudo que ví, é a melhor, embora as outras Amarok,s-10,triton,frontier e Hilux tbm são ótimas tbm.
    Além de linda. parabéns a ford.

    ResponderExcluir
  16. CSS, quanto à Ranger, não sabe porque não leu o post. Leia e saiba. Stuntman Mike.

    ResponderExcluir
  17. Esse motor 5 cilindros é da Ford mesmo? Finalmente ela deixou de usar motor de terceiros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa Piantino06/07/12 15:02

      É sim... abandonou os 3.0 International para usar o próprio.

      Excluir
  18. Arnaldo,
    Acho injusto comparar picapes com Jipes quando se fala do eixo rígido. Os 2 tem em comum a aptidão para andar fora de estrada mas jipes apenas carregam os ocupantes enquanto as picapes carregam na ordem de tonelada de carga, assim como os caminhões. Suspensões independentes + peso e terrenos irregulares não devem funcionar bem por muito tempo, acredito ser esse o motivo para que as picapes continuem usando eixo rígido por muito tempo ainda. Vai que alguém resolve usa-las para o seu real propósito.

    ResponderExcluir
  19. Arnaldo, esse motor a gasolina é basicamente o mesmo do Fusion?
    Será que a Ford pretende lançar uma versão do Fusion flexível?
    Não sou fã desse tipo de coisa, mas fico pensando, se ela fizesse daria um golpe de mestre na concorrência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é essencialmente o mesmo motor do Fusion.
      Sim, infelizmente vão lançar o Fusion/Mondeo flex.
      Deveriam lançar a Ranger 2,5 gasolina AT e 4x4...

      Excluir
    2. É verdade, seria interessante uma gasolina 4x4

      Excluir
  20. AK, a primeira vez que vi a Ranger (ou é o Ranger?!) em fotos achei feia. Sem harmonia entre a dianteira e a traseira, com as enormes lanternas. Mas vi esse carro em exposicao em MG, a Ford no UFC.. Achei bem melhor ao vivo que nas fotos. So tiraria o enorme R A N G E R da tampa. Tinham que estragar alguma coisa ne!

    Falando em Libras, sem trocadilhos, tambem dou bastante atencao a isso. Ando com um calibrador na mala do carro; Quando ando na cidade deixo 6 lbs de pressao a menos. Compensa o asfalto ruim, o sobe e desce de quebra molas etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thiago,
      é bonita, sim. Ao menos causou boa impressão a todos com quem comentei, além de mim.
      Também esvazio pra andar em SP. Dá dó do carro. Consumo e pneus que se lasquem um pouco com isso. Na estrada, torno a encher.

      Excluir
    2. Thiago,
      é "a" picape Ranger, "a" perua Belina, e não "o" carro.
      Pegou?

      Excluir
    3. Com pneu de perfil mais baixo não convém diminuir (o que não é o caso do seu Escort), senão é uma bolha por buraco.

      Excluir
    4. Anônimo das 20:00

      Você tem razão. Falei só do meu caso, o do Escortão véio. Em pneus de perfil baixo é bom manter sempre a recomendada, senão é bolha ou roda amassada.

      Excluir
  21. Marcelo Augusto06/07/12 18:24

    O brasileiro é tão atrasado nesse assunto calibragem de pneus, que a GM nem perdeu tempo em colocar a calibragem ECO nos manuais de Cruze e Sonic vendidos aqui.

    ResponderExcluir
  22. Um excelente texto , Arnaldo Keller, e o melhor que já li sobre a Ranger.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gostou não entra mais aqui, simples assim! Ignorante!

      Excluir
    2. Se beber, não poste...

      Excluir
    3. Alexei; alguns posts foram apagados, escrevi isso não foi pra você.

      Excluir
    4. Ok, Jorlécya, sem problemas...

      Excluir
  23. AK, a mistureba de avaliação com os "causos" e exemplficações fica fantástica. Tira aquela coisa maçante de avaliação técnica pura e dá um toque de humor bem agradável. Não perca essa linha! Muito bom o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adlei,

      besteirol é comigo mesmo. Legal que tenha gostado.

      Excluir
    2. Qualquer dia te mostro o "causo" da vez que a roda desse fusquinha aí da foto cismou de desertar. Besteirol puro mesmo. Abraço!

      Excluir
    3. Essa é a marca registrada do AK, mistura no ponto certo de humor e informações precisas sobre o veículo.

      Excluir
  24. de fato, ficou bonita, bem melhor...mas continua Ford...S10 dormindo sossegada...

    ResponderExcluir
  25. Antigamente a graça da Ranger era ser a "pequenina" dentre as pickups, seria legal abandonar o nome Ranger e colocar "Nova F1000", acho que combina mais.

    ResponderExcluir
  26. Se algum dia for para eu comprar veículo para andar na terra, com certeza será uma picape. Esses tais de SUV não me descem.

    A Ranger diesel deve ser muito boa para dirigir, principalmente no fora-de-estrada, já que os 47,9 mkgf já "dão as caras" nos 1750 rpm...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Picape de eixo rígido com diferencial e chassis é muito pior de comportamento que um utilitário esportivo de eixo de torção (alguns são independentes atrás) e monobloco. É que o nome SUV ficou associado a veículo de quem quer apenas se impor no trânsito, por isso veio o preconceito.

      Excluir
    2. No meu caso, não é preconceito. Não gosto da proposta do SUV. Como me autodefino como sendo um Neanderthal sobre rodas, na hora da "briga" do fora-de-estrada, o conforto pouco me importa. Mas eu JAMAIS comprarei veículo com capacidade fora-de-estrada se não houver necessidade para tal uso.

      Excluir
    3. Um Ecosport por exemplo não passa de um Fiesta elevado, dá pra dar lenha mesma coisa.

      Excluir
  27. gostaria de compartilhar

    http://www.youtube.com/watch?v=GRvUUQnfYNI&feature=related

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 06/07/12 22:37
      Qe filme fanástico sobre o Grupo B! Agradecemos e certamente os leitores também! 1 hora e pouco de história, perfeito!

      Excluir
    2. Bob meu nome é leister postei como anonimo pois estav dificil de logar se achar mais alguma coisa posto denovo

      Excluir
    3. segunda parte

      http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_86674&src_vid=GRvUUQnfYNI&v=pfsRtRlxOws&feature=iv

      Excluir
    4. Leister
      Obrigado mais uma vez, é mesmo um documentário precioso sobre o Grupo B e os ralis. Esse agora é de 1 hora e 16 minutos de belas imagens e depoimentos. Que bela produção!

      Excluir
    5. Esses dois vídeos são uma delícia para quem gosta de ralis!!! E mostra que não era nada fácil a vida de um piloto do Grupo B de rali (além de saber tocar forte, tinha que ser macho, muito macho...)

      Excluir
  28. João Gabriel06/07/12 22:54

    Uma pergunta meio boba...
    E a Hyundai?! Não vai fazer pick ups?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Gabriel,

      Não sei de planos da Hyundai em fazê-las. Mas, na verdade, não precisa. Já temos bastante oferta de boas picapes.
      E, na verdade, morei em fazenda e vivi da roça por 28 anos e o Fusca com pneu lameiro e sem o banco do passageiro dianteiro dava conta do recado, nunca me deixando encravado e levando um monte de tralhas.
      Acho esse papo de picape luxenta um sonho do sujeito da cidade que quer ir para o campo e ter "contato com a natureza" na base do ar-condicionado e perfume francês. Na roça mesmo a gente se vira como dá, sua, se enche de pó, de graxa, suor de cavalo e bosta de vaca, malha em ferro frio até que fique quente e boa. O fazendeiro com 130 mil na mão prefere comprar uma vacada ou uma bezerrada, ou um trator novo, ou a escola dos filhos, ou a facú dos filhos, etc, etc, uma casa sede melhor, casas melhores para os empregados, mais adubo, uma capelinha, mais calcáreo, melhores implementos, mais modernos, um bom cavalo para cada filho, um bom carrinho "mil" pra cada filho, etc, uma viagenzinha com a patroa e os filhos, etc, uma casinha ou apê na praia pra poder sair da fazenda e dar um descanso no couro lanhado, porque na fazenda não tem descanso nunca, nem nos fins-de-semana, e por último, ultimíssimo, uma picape de luxo. Se antes de comprar uma picape dessas ele não garantir tudo isso que citei e mais outro monte de coisa, ele está sendo um trouxa que vai na onda dos outros.
      João Gabriel, obrigado pela pergunta, pois ela me permitiu dar minha sincera opinião sobre o que acho disso tudo.

      Excluir
    2. na mosca AK.
      eu sei. também passei por isso.
      Os não muito chegados ao suor dia sim noutro também, arrendam a terra pros usineiros e viram vagabundos juramentados, fazendo proezas nas cidades enchendo o rabo de cerveja. Fazendeiro de verdade está virando raça em extinção.

      Excluir
    3. Jackie Chan07/07/12 09:33

      Acho que não demora a Hyundai lança a sua, já que está em fase de expansão do seu leque de produtos. Mas antes de Hyundai, acho bem possível que a chinesa Foton, que já vende caminhoes leves aqui, traga a sua picape também. Tem também as chinesas ZXAuto e Great Wall que também fabricam picapes desse segmento, se não me engano todas elas começaram produzindo clones de HiLux...
      Em tempo, já fui "da roça" por alguns anos (não de nascença, nem por herança), o "cantar" da transmissão do Valmet velho ainda zumbe nos meus ouvidos, mas hoje estou mais pra "vagabundo juramentado".

      Excluir
    4. Realmente, não tem o que tirar nem pôr. Pra quem vai trabalhar na própria fazenda, qualquer carro que não seja muito caro é suficiente, até por que hoje em dia o próprio comprador aparece lá com o caminhãozinho para levar o produto embora.
      Quanto a caminhonete em si, parece que todas as concorrentes estão no mesmo bom nível. Quem quiser uma picape média acabará escolhendo pela marca e um ou outro detalhe que mais lhe agrade. Claro que quando a Hyundai lançar sua caminhonete dirá que é a melhor do mundo, e também do Brasil, mostrando que o Brasil não faz parte do mundo, que os programas dela na TV mostrarão como ela tem um desenho que supera atoleiros e outras besteiras do ramo, mas é o que se espera da CAOA.

      Excluir
    5. João Gabriel09/07/12 00:19

      Disponha Arnaldo Keller,concordo com a sua resposta,complementando,picape deve ser um veículo simples e robusto...Essas de hoje parecem que perderam um pouco o foco para o qual esse tipo de veículo foi desenvolvido...No mais um fazendeiro que preze por uma boa picape,tem inumeras opções de usadas no mercado,como D-20s,F-1000s,Silverados...Bem mais acessíveis...

      Excluir
  29. Carro para o rodízio07/07/12 10:38

    Pessoal aqui do AE poderia testar um chinês que não aparece na mídia?

    Gostaria de ver um teste ou impressões dos Chery QQ e Face.
    Sei que muitos dirão que não é carro para autoentusiastas, mas como tem uma excelente relação custo x benefício, queria um post deste.

    Um carrinho completo por 22k reais não é para se desprezar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um carriho completo por 22k não se despreza mesmo. Por isso recomendo um Focus ou Punto usados ao invés de um mil zero-km. Mas é de se perguntar: As xing-ling não fornecem carros para avaliação?

      Excluir
    2. Anônimo 07/07/12 10:43
      Será atendido o pedido, também temos curiosidade de ver como é o QQ. Do Face já falamos, está na relação dos testes que fiz.

      brauliostafora: a Chery fornece carros para avaliação. Discordo da sua recomendação de comprar carro usado, dentro do que eu tenho dito, que a melhor marca de carro é zero-quilômetro.

      Excluir
    3. Quem só compra zero-quilômetro é porque não manja nada de mecânica e tem medo de oficina.

      Excluir
    4. Anônimo 07/07/12 13:01
      Dedução errada. Conheço mecânica a fundo e aprecio carro zero-quilômetro. Como eu, muitos.

      Excluir
    5. Carro para o rodízio08/07/12 01:18

      Obrigado Bob, aguardarei ansiosamente pelo teste do QQ.
      Abraço e obrigado

      Excluir
    6. Anônimo07/07/12 13:01 ,troll topeira detected.

      Excluir
  30. QQ? Gostaria que vocês vissem um destes depois de um teste de Crash.... medonho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples, melhor não bater. Antes da Volvo todo mundo pensava em avitar o acidente, hoje preferem bater com razão...

      Excluir
    2. Gonzalez,

      Antes de descer a lenha só no QQ, dá uma olhadinha também nos Crash Tests dos carros nacionais...

      E aí, gostou????

      Excluir
    3. Com relação à nacionais, ainda não vi um que fique tão destruído como o QQ... ou melhor, vi um......

      Excluir
  31. Completando: coloco minhas opiniões no intuito de ajudar e / ou alertar, mas têm gente que leva isso como ofensa.... sem comentários....

    ResponderExcluir
  32. Gonzalez,

    Continue colaborando, por favor. Espero que com o tempo os comentários sejam só como os seus, interessantes e educados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AK, obrigado pelo voto de confiança, Abs!!

      Excluir
  33. Ak,sobre aquelas oscilacoes no pedal do acelerador, quando se esta passando por um terreno acidentado no fora de estrada; me parece que esta ranger ( a automatica)tem um sensor ou sei la que mecanismo, que "reconhce" a situacao e minimiza ao maximo as involuntarias aceleracoes que poderiam ocorrer quando o pe do motorista chacoalha junto com o carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, se tem eu não sei. Não falaram nada a respeito, nem li, mas de qualquer modo o câmbio automático deixa mais suave nessas condições. Vou dar uma checada nisso. Se for mesmo, legal que tenham pensado nisso.

      Excluir
  34. Pessoal! Voltando a Ranger, a qual não nego a evolução para melhor! Fica a minha velha crítica quanto ao design e identidade de cada marca: Experimentem colocar as tres marcas ( ou modelos! ) mais recentes juntas, com a mesma cor, numa visão de frente e lateral, (toyota, S-10 e Ranger...) caso ponhamos o dedo sobre o simbolo ou desenho da grade dianteira, são poucos que conseguirão identificar quem é quem. Depois dizem que os chineses são os mestres em copiar e falta de criatividade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas se inspiraram na hilux, a primeira a aparecer com esse estilo, em 2005.

      Excluir
  35. Eu gostaria de ter uma dessas na família, pena q meu pai é chevrolet até morrer e provavelmente irá p/ 3ª S-10 em breve...rss

    ResponderExcluir
  36. Oskrmarinho10/07/12 18:56

    Muito bonita realmente a nova Ranger, assim como a nova S10 e a Amarok, todas com boas qualidades e suas particularidades. Pessoalmente, sou fã da Chevrolet, desde muito tempo.Atualmente, meu veiculo de trabalho é uma velha S10 a gasolina, devidamente bem conservada e muito bem tratada, pau pra toda obra, com suas limitações, é claro, mas que me serve muito bem. Se pudesse e o dinheiro desse, compraria outra S10, nova, pois como já disse, gosto de Chevrolet, e pensando bem, mesmo contrariando aos fãs da Hilux, alguma razão há, não só de preço, para que a S10 continue liderando o mercado há tanto tempo; se não prestasse, poderia ser de graça que ninguem queria. Há um porém, entretanto, em todas elas, de qualquer marca; estão se tornando extremamente sofisticadas na eletrônica embarcada, o que é inevitável, faz parte da evolução dos carros, mas isso cobra um preço alto demais quando ocorre uma pane, exigindo conhecimentos técnicos quase inacessiveis à maioria dos mecânicos da interlândia do nosso país; daí, serem mais adequados tais veiculos para uso dos chamados "caubois do asfalto"; na hora de trabalhar prá ganhar o pão, acho que veiculos mais simples seriam muito mais adequados, além de mais baratos e de manutenção mais fácil e prática; e, convenhamos, quem tem 130 pacotes para pagar um carro desses, com o mesmo valor ou um pouquinho mais, compra um automóvel mais confortável e seguro.

    ResponderExcluir
  37. Bob essa Ranger nova tem sistema CBC,aquele do Focus?

    ResponderExcluir
  38. AK, há anos que me divirto e aprendo com seus textos! Sou seu fã e fã também deste blog, que dá prazer de ler.

    Uma observação sobre os Hummer: a meu conhecimento, os Hummer H3 (os últimos a serem produzidos) saíram com eixo rígido na traseira. A suspensão do H3 deve ser inclusive bem parecida com a da Ranger atual, pois ambos usam barras de torção na frente e eixo rígido atrás.

    O Hummer H1 (mais próximo da versão militar original) aparentemente tinha semi-eixos e eixo portal (o nonplusultra do off-road) mas provavelmente era custo e tecnologia demais para se passear de Hummer na cidade. Aí trocaram por algo mais barato.
    Abs, Carlos

    ResponderExcluir
  39. Arnaldo,

    Este é uma excelente reportagem. Pena que exitem desvios para baixarias
    e assuntos não inerentes a postagem.
    Sou fanatico por mecanica e o que observo no Brasil é que nossa gente adota uma marca ou modelo assim como um time de futebol ou plitica e ficam fanaticos.
    Muitos são fanaticos pelas Hilux, S-10, l-200 e outras, mas em tecnologia, o fanatismo não exiate, se assim fosse não havariam evolução nos fabricantes.
    Não sou fanatico, ja tive Hilux, L-200 e atualmente tenho uma Ranger, todas com particularidades distintas, tanto para qualidade quanto para defeitos.
    Pelo que tenho acompanhado a nova Ranger, por ser o ultimo lançamento, a Ford esta de parabens. Esperamos que, este modelo sendo aprovado, sirva de exemplo para as outras fabricas e que as mesmas possam nos encher de novidades, qualidades e preços acessiveis.

    Quanto a voce, continue postando, seus atigos são ótimos.

    Profeta

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...